Uma universidade não é enciclopedismo. Não é o local onde se aprende um pouco de tudo, onde cada dia se somam aos programas novas matérias. (...) Não pretende ensinar tudo, mas comunicar os pontos de partida, os princípios e as articulações entre parte e parte, de modo a que uma sabedoria domine as particularidades de cada matéria ou de cada ciência (Pe. Saboia).